exposição experimental II

———————————————————————————————————————————————————————

2003 / poema-instalação / experimental II / centro dragão do mar de arte e cultura / museu de arte contemporânea / fortaleza – ce

———————————————————————————————————————————————————————

Este poema-instalação dialoga muito com A C A S O, um outro trabalho realizado um ano antes em São Paulo. pensando nas continuidades, especulações sobre o amor expande as questões trazidas por essa instalação, porque, em uma escala muito maior, amplia, tensionando, as relações entre espaço e palavra. o trabalho surgiu a partir do próprio lugar onde foi montado, que se divide em dois, cortado por uma passarela, visando problematizar a ideia de duplo, ao criar outros espaços através dos grupos de palavras que se espelham. especular vem do latim speculum, que, em italiano, remete de súbito à specchio, espelho. por isso, o trabalho se configura com esses jogos de inversões e duplicações, além de trazer o amor, pressupondo o duplo, o outro – reflexo, projeção, desejo.

o trabalho integrou a exposição experimental II, sob a curadoria de luiza interlenghi, que  trouxe jovens artistas para ocupar o museu. agradeço especialmente a cecília bedê, que, junto comigo, cortou as mais de 500 letras que compõem o texto em E.V.A. branco. também agradeço a ajuda das amigas mariana smith e waléria américo, que, se não fosse pela força que me deram durante a montagem por altas madrugada, o trabalho não teria sido realizado a tempo.

fotos da feitura e da montagem por waléria américo e murilo maia

Anúncios