exposição l o l i g o ® (2013)

———————————————————————————————————————————————————————

2013 / cahiers – cadernos / l o l i g o ® – ateliê sofi hémon / morangis – fr

———————————————————————————————————————————————————————

exposition l o l i g o ® / exposição l o l i g o ®

28, 29 e 30 de junho

.

invitation / convite: [http://www.loligo.tm.fr/loligo-evenement062013.htm]

programme / programação: [http://www.loligo.tm.fr/pdf-juin2013/programme-loligo-juin2013.pdf]

pour en savoir plus / para saber mais: [http://www.loligo.tm.fr/loligo-presentationErica2013.htm]

.

CAHIER 1/ CAHIER 2/ CAHIER 3/ CAHIER 4

CADERNO 1/ CADERNO 2/ CADERNO 3/ CADERNO 4

.

Estes oito cadernos (quatro em francês e quatro em português) foram produzidos em abril-2013 a partir das palavras sublinhadas por Sofi Hémon na versão do seu texto “Pavé blanc / Racines bleues”, publicado no primeiro caderno da série de quatro “Pavé blanc / Racines bleues / 22 /11/12 / sh vers ez”. Esta série foi feita por ela para a residência/exposição do projeto “Surtout des vagues / Sobretudo ondas” no espaço Coop em Lisboa (em dezembro-2012). Ela começou a escrever esse texto na primeira “residência privada” do projeto em Lisboa (em fevereiro-2012) e  diz que poderá haver novas versões.

A maioria das palavras também foi numerada por ela, para a composição de uma lista, uma espécie de vocabulário geral do projeto que nós pensamos em trabalhar de maneira muito livre. Eu não respeitei a numeração da sua lista e me apropriei de todas as palavras que estavam sublinhadas no seu texto (já que havia palavras que não estavam numeradas). Organizadas desta maneira, as palavras perdem a forma de lista, mas não de um conjunto aberto, acredito, mesmo que eu as tenha divido em quatro cadernos, e ainda outros quatros escritos na minha língua. Também não respeitei a ordem na qual as palavras apareciam no texto de origem: eu as misturei completamente ao acaso e também carimbei com letras do DNA (A, T, G, C), de maneira aleatória, cada parte das palavras cortadas em quatro, refletindo em novas formas de religar/reler estas novas palavras (acrescentando outras camadas), estes híbridos que se formam à medida que passamos as páginas.

As versões em português não são uma tradução estreita de cada palavra em francês, pelo contrário, eu me permiti derivas: quando eu traduzia, se uma certa palavra evocava uma outra ou outras completamente inesperadas (gesto de memória – fosse pelo som ou pelo sentido, fosse pela grafia ou ainda por uma outra palavra já na minha língua) eu a(s)  introduzia(s) sem pensar muito. É possível que outros cadernos como estes sejam produzidos (meu grupo de palavras/vocabulário em português, com versão em francês). Eles poderão aparecer a qualquer momento do projeto.

Estes oitos cadernos foram feitos para l o l i g o ® (2013) por “Cabra Cega – Casa de Bonecos”, um projeto de edição que comecei a desenveolver com Francine Jallageas desde 2013, que se interessa pelas pequenas edições artesanais e manufaturadas, e pelas produções de artista.

.

[clique nas imagens para visualizar]

.

Anúncios